domingo, 23 de junho de 2013

Filé de Peito de Frango Assado: Simples, Caseiro, M A R A V I L H O S O !!!!!

Franguinho suculento e delicioso esse aí!
Veja o "segredo"....


 

Ingredientes: 1kg de filé de peito de frango, 1 tempero pronto para frango assado (qualquer marca, já que todas que usei deram certo - desta vez, testei esse tempero da foto) e outros ingredientes da forma que preferir - eu usei 2 batatas médias, 1 cebola grande picada, 1 colher (sopa) margarina, 1 colher (sopa) de pimentão e 3 dentes de alho cortados ao meio e retirados aquela tirinha que fica no meio do dente de alho, mas pode usar os dentes inteiros apenas descascados.

 

Receitas com Copacol:


Modo de Fazer: como o frango já vem praticamente pronto, lavei, passei 1 limão e retirei o excesso e segui a embalagem. Pus o frango no saco, assim como os dentes de alho, as rodelas de batata, a cebola picada e o pimentão. Fechei o saco e pus no forno (há alguns que pedem para dar um talho e outros não; uns pedem para passar farinha de trigo no saco antes de pôr o frango e outros não. Esse foi fácil: não passei nada, nem dei talhos no saco). Pus para assar em forno médio pré-aquecido, como dizia a embalagem. Depois, retirei o frango, pus direto em assadeira de vidro, joguei o molho que tinha ao fundo dele por cima de tudo e passei um pouco da margarina em cima dele e da batata e pus para dar uma corada e servi. Fiz uma boa salada, pus arroz branco e uma farofa de soja e foi aquele sucesso!!!!





 
Outros FRANGOS da Doce Lar Para Você!
BOM APETITE!!!




Beijinhos da Sil!!!:-)

Picanha ao Forno: Churrasco Simples, mas Prático...é para quem está ocupado mesmo!




É feito no forno apenas com sal grosso, mas,
se quiser algo mais, depois de semi-pronto e já retirado o sal,
é só refogar uma cebola picadinha e retornar a picanha ao forno para dourar.
Veja o passo-a-passo e aproveite uma comidinha caseira......


 Comi com couve, arroz e feijão "carioquinha"

Ingredientes: como obrigatórios, apenas 1 e 1/2 kg de sal grosso (a receita é com 3kg de sal grosso, mas usei a metade e deu certo) e 1kg e 300g a 1 e 1/2 kg de picanha (a minha tinha quase 1kg e 300g). Como opcional, basta 1 cebola grande (ou 2 médias) cortada em cubos e 2 colheres (sopa) de azeite com 2 colheres (sopa) de margarina. Papel alumínio opcional. Soube depois por um amigo que o melhor é sempre não ultrapassar 1kg e 200g. Faça assim.

Modo de Fazer: forre uma forma antiaderente com papel alumínio (para o sal, que ficará uma "pedra" depois sair fácil), com sobra para cobrir ao final, mas sem embalar como bombom. Ponha um pouco mais da metade do sal grosso (faça uma cama, como dizem), ponha a picanha com a gordura sempre para cima (para ficar escorrendo e deixar a carne macia ao ir derretendo) e acrescente por cima o restante do sal grosso. Cubra com o restante do papel alumínio que ficou para fora, sem fechar completamente as extremidades. Ele precisa ficar bem folgado, apenas envolvendo a peça, o que permitirá retenção de calor e circulação do vapor. Leve ao forno baixo pré-aquecido por mais de 2 horas  (observe seu forno e acompanhe). Senão tiver papel alumínio (como eu não tinha), faça sem ele mesmo, mas aí será mais difícil usar o caldo que escorre - não tem problema, porque ficou gostosa assim também.

(pedaço de sal grosso duro que se formou ao fundo da assadeira sem o alumínio)


Quando a picanha estiver quase ficando pronta, em torno de 1h30min depois de ter entrado no forno, retire o papel alumínio e regue a parte de cima da picanha com o suco que verteu da carne (sem pegar sal grosso) e que vai estar dentro da assadeira. Para usar o tal caldo, é só pegar a assadeira com um pano e o papel alumínio e escorrer para uma vasilha e dela usar Faça esse processo de regar a carne com sua própria gordura a cada 10 minutos, até que a carne fique pronta (levará um total de 20 a 30 minutos).

Não deixe todo o suco da carne secar para tirar a picanha do forno. Quando ela estiver bem cozida por dentro (você vai perceber fazendo um pequeno corte na extremidade mais larga, como se fosse fatiar a carne), tire-a do forno para que não seque. Corte sempre a picanha em fatia finas, da extremidade mais larga para a mais fina. Jamais corte pelos lados, porque ela pode desidratar. Regue a picanha fatiada com todo o liquido que restou dentro da assadeira.

Se sua receita parar por aqui, pode servir. Se quiser incrementar mais, à parte, refogue a cebola picada no azeite com margarina, parta a picanha em partes, sem cortar até o final, acrescente esse refogado entre as partes e em cima e leve ao forno uns 10 minutos apenas para pegar mais cor e o gosto da cebola. Está pronto!

Dicas para a picanha: não compre picanha maior que 1kg e meio, pois pode estar comprar outra carne junto e ela ficará mais dura. Embora eu não goste de gordura, no caso da picanha, escolha uma peça com bastante dela, pois será essa gordura que amaciará a carne. Na hora de comer, é só separar a gordura (sugiro nunca a comer, mas muitos comem). Ah, se precisar fazer mais carne, prefira comprar 2 peças pequenas com bastante gordura.

Dicas para o preparo: lavar a picanha, faz tirar o excesso de sangue e não a deixa tão escura. Não fatie a picanha. Pode fazer isso no final. Antes, pode até dar talhos em ambos os lados da peça. Se quiser, pode dar esses talhos com distância maior entre eles, somente para pôr sal grosso (eu não fiz isso).

Dicas para o forno: forno baixo, pré-aquecido para não apressar o processo e evitar que ela fique dura e ressecada. Use a grelha mais alta. Muitos ainda acrescentam uma assadeira com água na grelha de baixo (não fiz isso). Dizem que é para a picanha ficar mais macia, pois evapora a água da assadeira e economiza a da picanha. 




OBS: no meu caso, tirei a picanha antes de parar de soltar sangue para que ela soltasse mais após pôr a cebola refogada, para que não resseque demais. O pessoal gostou bastante, mas eu não gosto de picanha, então não gostei muito. Ah, sei que não é igual ao churrasco tradicional, claro, mas meu deu a liberdade para arrumar as gavetas de meu armário enquanto ficava pronta.....e ficou gostosa sim!


"Cama" de sal grosso....

e..... picanha coberta com sal grosso.... 



Cortes na picanha semi-pronta....

Picanha com cebola refogada....
...para ficar douradinha!





 DICAS PARA UM CHURRASCO PERFEITO:


Veja a receita com 3kg de sal grosso...

Picanha ao Forno com Sal Grosso - Edu Guedes


Bom Apetite!!!!





Beijinhos da Sil!!!:-)



domingo, 16 de junho de 2013

Cocada de Forno: coma pouco, se conseguir!!!!!!

 
Essa foi a surpresa que meu marido me fez outro dia....
..ele pesquisou em meus livros e recortes.
Aproveitou que eu havia comprado coco
e não sabia como faria o bolo que havia combinado....
...eram dias de muita gripe (há 2 semanas).
Só faltou esse enfeite da capa, mas ficou MARAVILHOSA!
VAMOS À RECEITA!
(copiei do local de onde a tiramos: Ana Mª Braga)
Ingredientes: 3 xícaras (chá) de açúcar cristal (600 g), 300 g de coco fresco ralado (4 xícaras de chá)
1 colher (sopa) de margarina ou manteiga (20 g), 2 ovos batidos, 1 xícara (chá) de leite (200 ml).
Modo de Fazer: em um tigela, coloque o açúcar cristal, coco ralado (fresco), manteiga/margarina, 2 ovos batidos, leite e misture bem. Transfira a mistura para um refratário e o leve ao forno médio pré-aquecido (em torno de 180ºC) por uns 40min ou até dourar. Retire do forno e sirva quente com sorvete de creme ou deixe esfriar e sirva com calda de maracujá. Na verdade, comemos "morno" com sorvete mesmo.
Ainda com leite...


Não quer usar leite? Bem.....
Acho que faz uns 10 anos que não preparo uma cocada,
mas a minha é diferente: faço em panela no fogo,
sendo 1 coco natural ralado e 1 lata de leite condensado, além
de 1 colher (sopa rasa) de margarina.
É só mexer no fogo até dar o ponto.
Depois testei acrescentar 1 banana e um pouco de canela - ficou incrível!
Da outra, algumas rodelinhas de abacaxi picado - ótimas cocadas!
De outra, fiz com um pouco de chocolate em pó,
já que Nescau/Toddy adoçaria muito) - a criançada aprovou!
O problema é que fui deixando e nunca mais fiz,
pois surgem muitas outras ideias.
Aí meu marido fez e recordamos essa delícia.
É um pouco diferente, mas ótima e muito mais prática!

Divirta-se e tenha  uma boa semana!
Beijinhos da Sil!!!:-)

Risotão de Forno do Maridão: Prático e Saboroso!

 
Precisei sair no sábado e meu marido disse que
eu não me preocupasse, pois ele daria um jeito.....
..claro, aproveitando o que tinha em casa.
Bem, resumindo, quando ele diz que fará o almoço,
já sei que ficará gostoso.
Minha única ressalva: "tire fotos!"
 
 
É, sabia que não ficaria muito tempo fora, mas saí sem preocupação!
Ao retornar, já estava tudo pronto. Só faltava esquentar no forno.
Foi levar ao forno e comer! E como acabei comendo!!!!
Foi a única parte "triste" disso tudo.....
 
 
Uma delícia!
Pena que não tinha a batatinha fininha...
... mas AMEI!
 
 
Um só prato: prático, econômico e saboroso! 
 
 
 
ELOGIOS À PARTE,
VAMOS À RECEITA!
 
 
Ingredientes: 1 e 1/2 xícara (chá) de arroz parboilizado cru, lavado e escorrido, sal a gosto (precisou muito pouco), 2 dentes de alho picados, 1 cebola média picada para cozinhar o arroz e outra para pôr na linguiça, 2 colheres (sopa) de azeite extra virgem para refogar o arroz e outras 3 para refogar a linguicinha, 1 xícara (chá) de cenoura crua picada em quadradinhos, 1 colher (sopa) de pimentão picado em cubos pequenos, 1 copo de requeijão de sua preferência, 1 lata de ervilha com milho (use só de ervilha, se preferir), 50g de queijo parmesão ralado (usou a de pacote mesmo - marca boa - pois não havia o parmesão), 1 caldo de frango, 4 linguiças de frango defumado (cortadas em metades de rodelas, fervidas e fritinhas em pouco azeite) - usou a da Copacol - salsa para polvilhar ao final, 5 ovos mexidos (fritinhos em pouca margarina e mexidos). Como acabou nosso açafrão, ele usou em torno de 1 colher (sobremesa) de urucum (colorau) - disse que foi mais ou menos isso. Acabou caindo mais do que ele queria.
 
Modo de Fazer: refogue a cebola e o alho no azeite, ponha o arroz já lavado e escorrido, refogue, acrescente a cenoura e o pimentão, refogue rapidinho, ponha a água fervendo e o caldo de frango (ele usou em pó). Ao provar o tempero, acrescente um pouco de sal, se precisar, lembrando que ainda irão outros ingredientes que poderão salgar o arroz. Enquanto o arroz fica pronto, à parte, ferva a linguiça já picadinha, escorra e a refogue na outra metade do azeite. Tampe a panela e mexa de vez em quando. Ao notar que ficou coradinha (veja o tanto que quer corar a linguiça), ponha a cebola e repita o procedimento (dica: se começar a grudar um pouco, ponha 1 colher de sobremesa de margarina). Ao terminar, ponha a lata de ervilha com milho já lavada e escorrida e refogue, tampando e destampando a panela. Nesse momento, o arroz deve ficar pronto. Misture tudo em uma vasilha que vá ao forno, ponha o requeijão, misture bem, polvilhe salsa e o queijo ralado e leve ao forno por pouco tempo para não ressecar.
 
 

 
 
Dica 1: uso a água no dobro da medida de arroz. Uso água fervendo para pôr no arroz refogado.
 
Dica 2: Quando sou eu quem faz o arroz, mesmo com cebola e alho, não uso óleo, nem azeite. Quando começa a ficar bem quente a cebola (com ou sem alho), ponho o arroz um pouquinho molhado ainda (sem escorrer/secar totalmente) e o refogo. Essa umidade vai embora e aí acrescento a água fervendo e o sal (uma colherinha mais ou menos). Às vezes aproveito a água do cozimento dos legumes.
 
Dica 3: Já tenho tudo picado em casa. Congelo cenoura crua picadinha em cubos. O mesmo para pimentões (separado em cores), vagem, ervilha torta e até cheiro-verde (salsa separada da cebolinha). Também congelo, suco puro de maracujá, molho de tomate feito por mim e etc. Faço isso no final de semana, para ajudar durante a semana. No dia de minha faxineira, ela corta a cebola para mim e deixa os dentes de alho já em 2 metades, sem aquela parte do meio (não sei se aquilo se chama bulbo...). Isso facilita muito na hora em que precisamos ser rápidos. Quando não dá para ter esse estoque, o jeito é cortar tudo e demorar mais mesmo. Já as saladas, fazemos na hora.
 
 
 
 
BOM APETITE!
 
 

 
Beijinhos da Sil!!!:-)

 

 
 

sábado, 1 de junho de 2013

Lombo de Porco ao Forno! Ficou maravilhoso!

 
 

Ficou realmente muito saboroso!
 
 

Veja também a postagem anterior com filé de porco,
dicas sobre esse tipo de carne e outras receitas da
Doce Lar Para Você!
 
 
Vamos à Receita!
 
 
 
 
Ingredientes: 1kg de lombo de sua preferência, alguns ovos de codornas lavados e cozidos para enfeitar, algumas azeitonas para enfeitar, 4 dentes de alho inteiros,, 1 cebola pequena cortada em cubinhos, 1 xícara (chá) de suco de laranja, ervas a gosto (manjericão, orégano, alecrim, etc....) e sal a gosto.

Modo de Fazer: como meu lombo veio temperado, apenas passei limão e água do filtro para tirar o excesso, e o deixei de molho na laranja e um pouquinho mesmo de ervas e a cebola, enquanto cozinhava os ovinhos. Cobri essa vasilha de vidro com papel alumínio e pus no forno médio pré-aquecido. Enquanto isso, descasquei os ovinhos já cozidos e reservei. 30 min depois, retirei o papel alumínio e pus os dentes de alho e as azeitonas no líquido que ainda restava, para que o lombo continuasse assando e agora pegando cor e cozinhando os dentes de alho. Assim que o líquido evaporar, tire do forno, besunte o lombo com um pouco de margarina, regue com azeite e ponha no forno para pegar o dourado. Está pronto.
 
Dica: a primeira vez deixei inteiro e servi com farofa, batata palha, arroz e salada. Da segunda, cortei em cubos, dei uma dourada neles com azeite e um pouco de açúcar mascavo e fiz também purê como acompanhamento. Abaixo, as fotos. Ficou muito bom mesmo. Das duas formas, eu gostei! O pessoal de casa, como não gosta muito de agridoce, preferiu o lombo inteiro.
 
 
 
 
Agora, coma pouco, se conseguir!
 
Bom Apetite!
 
Beijinhos da Sil!!!:-)
 

Filé de Porco ao Vinho Branco com Batatas e Ovinhos de Codorna! Uma delícia e faz bem!!!

 
Filé de Porco é Saudável e Saboroso!
E ainda você ingere saúde....veja mais a seguir sobre o assunto!
 
  
Agora a receita...
.....da primeira vez, fiz somente no forno...
....da segunda, usei forno e depois frigideira.
 
Ingredientes: 1kg de filé de porco da marca de sua preferência, 1 caixinha de ovos de codornas lavados e cozidos, 6 dentes de alho inteiros, 2 batatas cortadas em rodelas grossas, 1 cebola bem grande cortada em cubos ou cubinhos, 1 xícara (chá) de vinho branco, ervas a gosto (manjericão, orégano, alecrim, etc....) e sal a gosto.
 
Modo de Fazer: como meu filé veio temperado, apenas passei limão e água do filtro para tirar o excesso, e o deixei de molho no vinho e um pouquinho mesmo de ervas e a metade da cebola, enquanto cozinhava os ovinhos e, em outra panela, a batata já em rodelas grossas. Cobri essa vasilha de vidro com papel alumínio e pus no forno médio pré-aquecido. Enquanto isso, descasquei os ovinhos já cozidos e reservei. 30 min depois, retirei o papel alumínio e pus os dentes de alho no líquido que ainda restava, para que o filé continuasse assando e agora pegando cor e cozinhando os dentes de alho. Assim que ficou pronto, pus em uma panela para esquentar mais tarde, pois não estava na hora de almoçar ainda (mas pode levar direto à mesa e cortar lá). Juntei os ovinhos e as batatas e tampei a panela e esquentei na hora de comer. Aliás, cortei as fatias e pus de novo na panela para já ficar no ponto de comer.
 
 
 
  
Outras Receitas com Carne de Porco da Doce Lar Para Você
 
 
 
 
 
 
 ________________________________________________________________
 
 
Benefícios da Carne de Porco
 
  
 
 
 
Mitos e Benefícios sobre a Carne de Porco
 
 
 
 
Lombo de Porco Grelhado
 
lombo de porco grelhado


Aproveite o final de semana!
 
Beijinhos da Sil!!!:-)

ENTREVERO COM ARROZ: DELÍCIAS EM UM SÓ PRATO (com ou sem pinhão?) - Experimente!

É muuuuuuuuuuuuuuito bom mesmo!!!!

 
Entrevero é um maravilha! Basta ele!
E, para quem gosta (como eu), agora é a época de pinhão...
...que pena que é difícil achar por aqui...
...por isso faço sem pinhão mesmo.
 
 
 
Mas, se quiser, coma com batata palha!
Usei ervilha (aquela congelada) por sugestão de uma gaúcha
que vendia esse e outros pratos em Brasília...
...Acabei fazendo uma adaptação.
 
 
No "gauchês", ENTREVERO significa "mistura, confusão, desordem, bagunça.
Apesar disso, é uma maravilha mesmo!

 
Olha a fumacinha saindo, gente!
 

Ingredientes: 300g de pinhão cozindo e descascado (não usei, pois nem sei onde achar em Brasília, mas acho muito gostoso),  200 g de linguiça calabresa cortada em cubinhos (usei a linguiça defumada de frango da Copacol), 400g de carne de gado cortado em cubos (alcatra ou patinho),  2 dentes de alho, 2 cenouras cortadas em quadradinhos, 1 pimentão verde sem sementes, cortado em quadradinhos, 1 pimentão amarelo em quadradinhos e 1 vermelho também em quadradinhos, 2 tomates grandes e maduros sem pele e sem semente, cortados em cubos, 1 cebola grande cortada em cubos (usei 1 e 1/2), azeite a gosto, 6 colher (sopa) de molho shoyu (opcional) e sal a gosto. Usei ervilha congelada para refogar nos temperos (como se fosse metade de 1 lata).

Modo de Fazer: cozinhe os pinhões e os descasque, mantendo-os inteiros. Pique todos os ingredientes separadamente. Frite a carnes e a linguiça aos poucos e em pouco azeite, num disco ou panela de ferro, se tiver, e coloque os outros ingredientes aos poucos: cebola, alho, cenoura, pimentões, deixando o tomate por último. Refogue um pouco, ponha a ervilha, e refogue de novo, até o ponto desejado. Acerte o sal. Há quem use o shoyo ao refogar para dar um outro sabor à carne. Misture com o pinhão e arroz branco feito com alho e cebola ou coma com pão. PODE SERVIR O ENTREVERO SEPARADO DO ARROZ TAMBÉM.
 
 
Dica 1: há quem use ainda 200 g de bacon cortado em cubinhos, 200 g de peito de frango cortado em cubos, 200 g de carne de porco cortado em cubos. Como não tinha, usei 400g e não 200g de carne e um pouco mais de linguiça e acrescentei os ainda os pimentões amarelo e vermelho que não tinha na receita original que me deram. Também, pode-se usar 1 kg de macaxeira/aipim/mandioca, cortado em cubos e cozida, não muito mole, mas não usei, porque a colega gaúcha não usava.
 
Dica 2: há quem use os pimentões em tiras.  Ah, na receita que me deram, era pra usar 500g de tomate, mas achei muito - há receitas que nem usam tomate. Caso vocêe não goste, é dispensável.
 
Dica 3: você pode aproveitar a carne seca que sobrou e cortar em quadradinhos e usar ou para um arroz de carreteiro ou até mesmo para este. O mesmo se tiver outro tipo de carne pronta. É um arranjo, eu sei, mas fica muito gostoso também.
 
Passo-a-passo da receita que havia escolhido, existente em vários sites (escolhi este link)
 

Sobre o pinhão
 
 
 
Versão Paranaense do Entrevero
 
Receita Entrevero (Foto: Samuel Nunes/G1)
 
BOM APETITE!
 
Beijinhos da Sil!!!:-)