domingo, 14 de outubro de 2012

Caçarola Borgonhesa...um prato do leste da França, mas aprendi em Sampa!

 
Lembra visualmente o estrogonofe(strogonoff),
mas os sabores são diferentes e ambos, deliciosos!
A caçarola, por ser feita com vinho, fica mais escura.
 
 
 
A carne fica macia e o vinho deixa um molho muito saboroso!
Esta foto tirou um pouco o escuro do molho que,
na realidade, estava como na foto do prato acima!
 
 
Ingredientes: 2 kg e 1/2 de coxão mole (há quem faça com alcatra), 150g de manteiga/margarina, 1 folha grande de louro, 2 dentes de alho, 1 garrafa de vinho tinto seco, 200g de bacon em cubinhos, em torno de 1 colher (sopa) de óleo ou azeite (para fritar o bacon), 100g de cebolas cortadas em cubinhos, 3 colheres (sopa) de farinha de trigo, 150g de cogumelos partidos ao meio ou palmito picado, salsinha bem picadinha e temperos (pimenta, ervas) e sal a gosto.
 
 
 
 
 
Modo de Fazer: corte a carne em cubos médios a pequenos (ou já compre cortado) e doure esses cubos na margarina/manteiga (ponha-nos nela, quando ela estiver bem quente e não mexa, até precisar virar - se formar caldo, escorra e deixe fritando - depois é só devolver o caldo). Tempere-a a gosto, acrescente o alho e mexa bem. Aos poucos, vá acrescentando o vinho e a água, o suficiente para cobrir a carne. Junte o extrato de tomate, tampe a panela e deixe cozinhar lentamente em fogo médio, em pouco óleo. À parte, frite bastante o bacon, acrescente a cebola, refogue e junte essa mistura à carne e deixe cozinhar por uma hora a uma hora e meia em panela normal ou por uns 40 minutos na panela de pressão. Abra a panela e acrescente os cogumelos cortados de forma longitudinal e já refogados em um pouco de margarina. Deixe cozinhando por uns 15 minutos, enquanto, à parte, dissolve a farinha de trigo em um pouco de água e põe na carne. Misture e desligue ao engrossar. Salpique salsinha bem picadinha e sirva com os acompanhamentos de sua preferência.

Dica: um purê de batatas, arroz branco e até cebolas caramelizadas servem de bom acompanhamento desse prato. Como eu não teria tempo de fazer purê, usei as batatas palhas que tinha em casa. Ah, fiz só a metade da receita e bebi com vinho, pois sobrou a metade da garrafa...ficou uma delícia!
 
Curiosidade....

A Região da Borgonha (Leste da França), de onde me disseram ter vindo esse prato, também produz ótimos e famosos vinhos e outros pratos tradicionais, como outro pareceido com a Caçarola: o "Bouef Bourguignon", com sabor e aroma especiais, uma espécie de cubos de carne cozida no vinho tinto (nesse caso, usam carne mais dura, que cozinha por horas...além de cenoura, ervas, cogumelos, ervas bacon, alho, cebola). No entanto, a origem desses pratos vem da época ainda dos populares camponeses, que usavam carne bem dura, mas depois foram eleitos, pelos mais nobres, como iguarias especiais e, hoje, trabalhados pelos chefs, foram-se tornando bem sofisticados...


Receita de Estrogonofe de Frango da Doce Lar Para Você
 

 
Bom Apetite!
 
 
 
 
 
Beijinhos da Sil!!!:-)
 

sábado, 13 de outubro de 2012

Torta Mágica de Coco...Impossível Resistir!!!

 
Pode fazer o bolo em forminhas individuais....ou...
 
...deixá-lo em pedacinhos...
 
 
 
.....ou levá-lo inteirinho à mesa para cada um escolher o tamanho do seu pedaço!
 
 
 
...o certo é que fará sucesso de qualquer jeito!!!
 
 
 
Ingredientes do Bolo: 5 ovos (gemas separadas das claras, que serão batidas em neve), 1 colher (sopa) de fermento em pó, 2 xícaras (chá) de açúcar (usei 1 e 1/2), 2 xícaras (chá) de farinha de trigo, 1 xícara (chá) de suco de laranja (quente).
 
 
 
 
Ingredientes para Molhar o Bolo: para o bolo ficar úmido, separe 1 vidro de 200ml de leite de coco, a mesma medida de leite de vaca e 2 colheres (sopa) de açúcar.
 
Ingredientes para Cobrir o bolo: para jogar por cima, use 01 lata de leite condensado e coco ralado na quantidade desejada ou que tiver em casa.
 
 
 
 
Modo de Fazer o Bolo: bata os ingredientes no liquidificador (aos poucos e o fermento por último), menos as claras, que devem ser batidas, à parte, até ponto de neve. Ponha a mistura do liquidificador na vasilha das claras em neve e misture delicadamente com uma colher grande. Ponha no forno médio pré-aquecido para assar.
 
 
 
 
OBS: todas fotos que disponho aqui são de 3 vezes em que fiz o mesmo bolo. São sempre garantidos os elogios...
 
Modo de Fazer o Creme/Caldo: para molhar o bolo, ainda quente, assim que ficar pronto, dê umas furadinhas por todo ele, e ponha uma mistura de 1 vidro de leite de coco (200ml) com o mesmo vidrinho de leite de vaca e 2 colheres (sopa) de açúcar.
 
Cobertura: assim que o creme/caldo penetrar no bolo, espalhe o leite condensado por igual e polvilhe o coco ralado. Quando esfriar, pode pôr na geladeira e servir gelado. Há quem prefira esperar esfriar o bolo para pôr o leite condensado.
 
Coma pouquinho...se conseguir!!
 
 
 
 
 
 
 
 
Dica 1: use, se possível, o coco natural ralado, para dar a sensação de bolo da fazenda. Há quem faça o leite de coco espremendo (em um pano) o coco que acabou de ser ralado, mas eu não fiz assim....não tinha nem o coco ralado natural. Da vez anterior, usei coco natural, mas leite de coco de garrafinha.
 
Dica 2: na hora de servir, se quiser, deixe cair por cima mais um pouco de leite condensado. É que tudo penetra no bolo e fica pouco por cima. Não dá pra resistir!!!!
 
Dica 3: na primeira vez, usei apenas uma assadeira retangular e o bolo ficou mais alto. Em uma das vezes que fiz, parte foi na assadeira e parte em forminhas de empada, onde inseri a forminha colorida e a massa dentro dela e assim levei ao forno. Na última, dividi em na mesma assadeira em que fiz a primeira vez, mas deixei parte para uma forma de fazer pão (tamanho pequeno), para dar mais pedaços. Use sua imaginação e o que tem em casa!
 
 
 
 
Repita esse Sucesso para todos!!!
 
Beijinhos da Sil!!!:-)  
 
 

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Filé de Peixe ao Camarão Cremoso...Fácil de Fazer, Saboroso e Ótimo para Conquistar!

 
 
 
Sirva com arroz branco e batata-palha...
 
 
 
Se não gostar de creme, termine a receita neste ponto... 


 Se gostar, faça a receita completa!


 
Ingredientes: 4 filés de San Peter partidos ao meio, lavados com limão e temperados com 2 dentes de alho e sal a gosto (e, se gostar, com uma pitada de pimenta-do-reino); 2 colheres (sopa) de molho de tomate refogado; 1 xícara (chá) de caldo de peixe ou de caldo da casca do camarão (foi o que eu usei); 1 colher (sopa) de amido de milho; 1 tirinha de pimenta-de-cheiro (opcional); 1 cebola pequena; 2 colheres (sopa) cheias de catupiry culinário; azeite para fritar o peixe e o camarão; 1 colher (sopa) de cheiro-verde; e sal a gosto no creme.


 
 
 
 


Modo de Fazer:  em frigideira antiaderente, frite os camarões, em fogo médio, por uns 5 minutos, em azeite (não é para mergulhar; é pouco azeite), acrescente 1/2 cebola picadinha e 1 colher (sopa) de molho de tomate e refogue junto. Desligue o fogo rapidinho. À parte, bata, no liquidificador, o caldo da casca do camarão (coada, claro) com a tirinha de pimentão (opcional), 1/2 cebola e 1 colher (sopa) de molho de tomate. Em panela de inox ou antiaderente, ponha os filés de peixe com essa mistura do caldo do peixe e cozinhe por uns 8 minutos, acrescente o camarão com o refogado dele, deixe mais 3 minutos e desligue o fogo, enquanto retira, cuidadosamente (e mesmo assim, pode, sem querer, deixer uns filés de peixe partidos), os peixes e o camarão na vasilha de vidro (claro que sairão com eles alguns pedacinhos do tempero). Passe o caldo na peneira e misture a ele o amido de milho dissolvido em um pouquinho de leite. Leve ao fogo para engrossar e logo ficará pronto. Distribua por cima do peixe que está na vasilha com camarão e sirva com arroz branco e batata palhas (e saladas, se quiser). Se não for servir na mesma hora, será preciso dar uma leve esquentada no micro-ondas, no forno ou em banho-maria no fogo (depende de sua vasilha).
  
 
  
 
 
Dica: tem uma forma mais rápida ainda de fazer....há quem prefira fritar os peixes no azeite (só vire ao corar um dos lados) e reservar na vasilha de vidro onde servirá o prato. Se fizer assim, então basta juntar, em seguida, a esse peixe, o camarão, fazer o molho à parte e colocar por cima e está pronto. Caso queira evitar fritura, pode fazer como fiz acima mesmo.
 
 
Outros Pratos da Doce Lar com Peixe e com Camarão!
 
  
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Bom Apetite!!
 
Beijinhos da Sil!!!:-)

domingo, 7 de outubro de 2012

Cubos de Frango com Linguiça em poucos Minutos!


Meu sábado "rendeu bastante". Deu para fazer uma caminhada, sair para o supermercado,
dar uma geral na casa (só muito geral mesmo) e ainda preparar uma comidinha.....
...e, claro, um belo banho para conseguir relaxar antes do almoço....e não é que deu tudo certo?
Ainda deu para almoçar às 13h!!!! Ufa!!
 
Ficou gostoso com arroz, salada e um feijãozinho especial que tinha preparado na véspera....
 
Ingredientes: 1 caixinha de espetinho de peito de frango (é só tirar da madeirinha do espeto), 2 linguiças defumadas de frango (fervidas em rodelas e depois refogadas em pouquíssimo azeite), 1 cebola pequena picadinha, azeite, 1 colher (sopa) de cheiro-verde picadinho, 2 dentes de alho e 1/2 colher (sopa) de margarina. Não precisa de sal ou qualquer outro tempero.
   
 

 
 
 
 
 
Modo de Fazer: retire os frangos dos espetinhos enquanto esquenta o azeite. Quando se mostrar borbulhando, vá colocando aos poucos os pedaços, sem mexer nada, para não soltar líquido. Mesmo assim, se soltar, é só escorrer, reservar para usá-la depois e continuar dourando. Ao dourar um lado, ponha para dourar do outro. Sempre uso panela antiaderente para usar menos azeite ou óleo ou margarina. Enquanto isso, em outra panela, ferva os pedaços de linguiça, depois os escorra e frite-os em pouquinho azeite. Acrescente a cebola e a margarina, tampe e destampe de vez em quando, até que refogue tudo. Estando pronto o frango, é só pôr essa linguiça junto, salpicar o cheiro-verde, misturar e tampar. Pode servir. Foi ou não foi rápido???? BOM APETITE!!!!
 
Beijinhos da Sil!!!:-)

Baião-de-dois: Simples e Caseiro, mas Delicioso! Veja também a receita do Restaurante Mangai!


Desta vez fiz sem carne e da forma mais simples possível, para que causasse pouco impacto calórico e, mesmo assim, ficasse saborosa. Mas passarei a receita completa para você que quiser causar mais impressão ainda e usar todos os ingredientes.
 
 
Além de testar a minha receita, de forma mais completa, que tal ver a receita do Mangai?
Que comidas maravilhosas estão disponíveis nesse restaurante!!!!
Há restaurante Mangai em João Pessoa, Natal e Brasília.
Surgiram nessa ordem e tamanho e preço do kg também.
Mas vale a pena conhecer. É muito, muito bom!

 
Vamos à minha receita e às dicas de que lembrei de mencionar!
 
 
Ingredientes: 500g de feijão verde cru, novinho, limpo e lavado, pronto para ser cozido; 1 xícara (chá) de arroz cru e lavado (eu prefiro o parboilizado, por ter mais nutrientes e ser melhor se não quiser empapar o arroz); 2 cebolas picadinhas, 1 colher (sobremesa) cheia de alho espremido; 2 pimentas-de-cheiro bem picadinhas; 200g de queijo coalho (ou minas se não tiver coalho); 50g de queijo parmesão ralado; 2 colheres (sopa) cheias de manteiga/margarina; 1 colher (sopa) de azeite extra virgem; caldo de carne (ou cubo de caldo de carne ou de bacon - eu tinha caldo da carne assada - costumo fazer carnes com mais caldo que o normal, retirar o excesso e congelar) e água; 2 linguicinhas defumadas de frango cortadas em cubos (fervidas e depois refogadas com a colher de sopa de azeite); 200g de carne "charque ou de sol" dessalgada e cortada em cubinhos (opcional - há quem prefira desfiá-la - fica bem legal também); 1 colher (sopa) de salsa ou coentro (depende do gosto de quem saboreará o prato); e sal a gosto. Se quiser, para pôr ao final (eu não usei hoje, mas já fiz essa experiência e deu certo), acrescente 2 colheres (sopa) de creme de leite sem soro (creme de leite fresco é ainda melhor.

O feijão verde fica marrom ao ser cozido - alguns usam feijão de corda e outros para o baião
 



Modo de Fazer: na panela de pressão, cozinhe o feijão, por 30 minutos, com a carne, 1/3 da cebola, o alho, a pimentinha, o caldo de carne (use água - provavelmente precisará - na quantidade que pede sua panela de pressão para 500g de feijão), a carne em cubos (se for usar a desfiada, é porque já a cozinhou à parte e a desfiou - aí é melhor refogá-la com cebola e cheiro-verde por fora e misturar quando o baião estiver pronto) e corrija o sal, se precisar. Abra a panela na forma correta para panela-de-pressão, prove o feijão (deve estar bem macio e o caldo com sabor gostoso e deixe a quantidade certa de água para cozinhar o arroz - cozinhe mais, caso precise - dependerá da panela utilizada - se não tiver com pressão, pode ser feita, mas leva mais tempo). Acrescente a linguicinha já fervida e refogada e o arroz cru e lavado e deixe a panela semi tampada, olhando de vez em quando para misturar. Enquanto isso, refogue a cebola na margarina e com uma pitada de sal. Ao ficar praticamente pronto o baixão, ponha o queijo coalho (ou minas) e o cheiro-verde. Ficando pronto, pode acrescentar o creme de leite se for usá-lo. Ponha essa mistura bem quente em uma vasilha, acrescente queijo parmesão ralado e cubra com a cebola refogada na margarina e sirva.
 
Dica 1: usei, como acompanhamentos, saladas cruas, espetinho de frango com linguicinha, banana frita na margarina e farofa de soja. Use os acompanhamentos de sua preferência, como batatinhas, por exemplo ou qualquer outra
 
Dica 2: há quem prefira usar manteiga da terra. É que eu não gosto; por isso não uso, claro!
 
 
Minha receita anterior sobre baião está no link abaixo,
mas prefiro a que fiz hoje e sem a carne (mais simples, mas saboroso)
 
 
Outras receitas de Baião para você variar.
É um prato saboroso e pode-se usar bastante sua imaginação!
 
 
 
 
 
 
Aproveite!
 
Beijinhos da Sil!!!:-)