quarta-feira, 27 de junho de 2012

Siga a Doce Lar Para Você no Twitter (@docelarparavoce) - aviso sempre que posto as dicas e receitas...


Sempre que posto receitas da Doce Lar Para Você no twitter
 (@docelarparavoce),
aviso aos que estão nessa comigo
para que não perca nenhuma dica e ainda a repassem aos amigos.

Que tal então agora vocês me seguirem também? Tô contando com isso, ok?
Divulguem meu blog e o twitter a todos os seus amigos.

Vamos juntos espalhar nossas receitas na web.

Beijinhos, Sil!

Bacalhau à Minha Moda (é de forno e rápido de fazer)


Arrase sem ter trabalho algum!
Bacalhau simples e muito especial - dessa vez fiz com o que tinha (e tinha lombo de bacalhau).
Use vinho (se tiver branco seco de boa qualidade, melhor)
e arroz branco como acompanhamento...

Mas se tiver maior quantidade de todos esses ingredientes,
aí ficará mais saboroso e arrasará mais!

...Bom Apetite!

Ingredientes: 1kg de lombo de bacalhau (único ingrediente caro, mas valeu a pena), 1/2 pimentão de cada cor, em rodelas (verde, vermelho e amarelo) - pode usar inteiro, se preferir (usei o que eu tinha e era pouco, mas quanto mais colorido, melhor) - 1/2kg de cebolas em rodelas finas (usei uns 800g), 500g  de batata quase no ponto (cozinhar fora, de preferência, no vapor), 3 ovos cozidos, bastante azeite, azeitonas sem caroço (quantidade que desejar - eu tinha poucas - melhor a azeitona preta, mas eu só tinha a verde). 

Fica dessa forma para ser levada ao forno....
....é para dourar as batatas e os lombos de bacalhau...



Modo de Fazer: faça a "cama" de azeite para por as camadas por cima. Ponha uma camada de bacalhau, outra de cebola, outra de batatas e repita. Por cima, ponha os pimentões (se usar todos eles, pode pôr uma camada no meio também), leve para assar em forno médio em torno de 20 a 30 minutos ou mais (a depender do forno, para ficar mais douradinha). Retire, enfeite com as azeitonas e ovos e deixe por uns 10 minutos, no máximo. Sirva quente.

Importante: escalde os lombos de bacalhau que usará, por 24 a 48h, trocando a água e verificando como está, se ele for salgado. Já deve vir em pedaços ou os corte em pedaços grossos e médios a grandes. Como o bacalhau é peixe de água gelada, o ideal é trocar em água gelada.Tire a pele e as espinhas. Quando estiver no ponto, escorra e ponha mergulhado em azeite. Esse azeite será usado depois, na hora de montar e cozinhar o prato.

Dica 1: Pus os ovos e as azeitonas, porque queria tirar a foto, mas o ideal é deixar pegar a cor do bacalhau e das batatas e, perto de ficar pronto, retirar, enfeitar e devolver um pouquinho mais para finalização.

 

O que sobrar, se picar/desfiar, poderá usar em um risoto de bacalhau (adapte essa receita: http://docelarparavoce.blogspot.com.br/2011/04/risoto-arboreo-com-camarao.html)



Abaixo, a receita anterior que fiz há um tempo atrás
e na qual me baseiei para essa adaptação com o que eu tinha:




Outras Receitas com Bacalhau





Beijinhos da Sil!!!:-)

domingo, 24 de junho de 2012

Bolinhos para Todos os Gostos - Aipim, Camarão, Carne, Queijo, Milho, Bacalhau, Arroz... - Todos Deliciosos!)

Que tal uns bolinhos quentinhos, fritinhos na hora?
Gostoso, né? Mas coma com moderação, tá?



Sei...é fritura...eu mesma cortei isso por aqui,
mas de vez em quando não faz mal e ainda você fará o maior sucesso!

Hora de testar todas elas e arrasar com os amigos!!


Bolinho de Aipim


Ingredientes: 1 kg de aipim cozido e amassado, 2 ovos, 1 colher (sopa) de margarina, sal a gosto, 200g de queijo prato ou muçarela em cubinhos, farinha de rosca para empanar e óleo para fritar.

Modo de Fazer: em uma vasilha, junte o aipim amassado, 1 ovo, a margarina e o sal. Faça bolinhas do tamanho que desejar. Amasse cada bolinha na palma da mão ou sobre uma superfície lisa, coloque o cubinho de queijo no centro e vá formando bolinhas. Reserve. Em um prato fundo, quebre o ovo que sobrou e bata com um garfo. Em outro, coloque a farinha de rosca. Passe as bolinhas primeiro no ovo e depois na farinha, para ficar empanada. Frite-as em óleo bem quente até ficarem douradas. Escorra-as em papel toalha e sirva os bolinhos de aipim quentinhos.

Dica: se quiser incrementar mais um pouquinho, faça molho para acompanhar os bolinhos.


Bolinho de Camarão



Ingredientes: 1kg de camarão médio limpo, sal a gosto, 1/4 xícara (chá) de azeite, 4 dentes de alho amassados, cheiro-verde a gosto, 1cebola pequena ou média picada, farinha de trigo até dar o ponto das bolinhas, 2 e 1/2 xícaras (chá) de farinha de rosca, pimenta-do-reino (opcional) e óleo para fritar. Alguns molham antes os bolinhos no leite (rapidamente), para passá-lo na farinha de rsoca e fritá-lo.s

Modo de Fazer: cozinhe os camarões em água e sal (uns 10 a 15 minutos). Reserve. Aqueça o azeite e refogue o alho, juntando os camarões e refogando bem, mas sem demorar demais, para não endurecê-los. Retire do fogo e bata no liquidificador, misturando com a água em que os camarões foram cozidos. Leve a mistura ao fogo, acrescentando a farinha de trigo até dar o ponto de enrolar os croquetes. Deixe esfriar, enrole e passe na farinha de rosca antes de fritar em óleo bem quente.

Dica: Há quem use camarões pequenos, porque depois baterá no liquidificador e, à parte, pode refogar os camarões médios e recheiar os bolinhos (com ou sem catupiry) - só que dá mais trabalho.


Bolinho de Carne bem Caprichado


Ingredientes: 1kg de acém moído, 5 dentes de alho, 2 cebolas grandes, 2 tomates cortados em cubos, 1/2 pé de alho-poró, 1 talo de aipo, 3 folhas de louro, azeite, farinha de trigo para dar o ponto, sal a gosto, pimenta-do-reino a gosto, 2 ovos batidos, 1 xícara (chá) de farinha de trigo, 1 xícara (chá) de farinha de rosca e óleo para fritar.

Modo de Fazer: cozinhe a carne na água, em fogo baixo, junto com o alho, as cebolas, os tomates, o alho-poró, o aipo e o louro. Depois de cozinhar bem, passe a carne no moedor, até que fique uma asta bem macia. Leve ao fogo baixo, acrescentando azeite para não grudar essa massa de carne na panela. Vá juntando farinha de trigo, até que atinja um ponto de massa de croquete. Acerte o sal e a pimenta. Faça os bolinhos, passe-os nos ovos, na farinha de trigo e, depois, na farinha de rosca. Frite-os em óelo bem quente e abundante, escorra-os em papel-toalha e sirva-os quente.

OBS: para mim, esse dá mais trabalho e, como não gosto quase nada de carne, acabo não fazendo.....


Bolinho de Queijo


Ingredientes: 3 claras em neve, 300g de queijo parmesão ralado fino, pimenta-do-reino e noz moscada ralada a gosto, farinha de trigo, ovos batidos e farinha de rosca suficiente para empanar os bolinhos. Faça pequenas bolas, passe-as pela farinha de trigo, ovos batidos e farinhas de rosca. Frite em óleo quente e escorra em papel-toalha. Sirva quente.

Modo de Fazer: misture (à mão) as claras em neve com o queijo, a noz moscada e a pimenta, amassando bem.

Dica: há quem use 5 claras (no lugar das 3) e 1/2 xícara (chá) de amido de milho ("maizena") para engrossar o bolinho, no lugar da farinha de trigo. O meu deu certo, mas fiz há mais de 10 anos....nem lembro direito. O processo do restante da receita é o mesmo. Ah, quem não gostar de pimenta (ou não puder consumi-la), pode retirá-la da receita.


Bolinho de Milho

 

Ingredientes: 2 e 1/2 latas de milho verde escorrido, 1 e 1/2 xícara (chá) de leite, 1 e 1/2 xícara (água), 3 colheres (sopa) de margarina, 2 cubos de caldo de legumes, cheiro-verde, sal e pimenta-do-reino a gosto, 2 e 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo, 1/2 xícara (chá) de fubá, 1/2 xícara (chá) de requeijão tipo catupiry, 1/2 xícara (chá) de queijo muçarela ralado, 1 xícara (chá) de leite para empanar, fubá para empanar, óleo para fritar.

Modo de Fazer: bata, no liquidificador, 1 lata do milho com leite, até ficar homogêneo. Despeje em uma panela, adicione outra lata do milho, a água, a margarina, o caldo de legumes, sal e pimenta. Leve ao fogo médio, até levantar fervura. Despeje a farinha e o fubá misturados de uma só vez, mexendo até soltar do fundo da panela. Transfira essa massa para uma superfície lisa e deixe esfriar. Enquanto isso, misture o requeijão, a muçarela, o milho restante e o cheiro-verde. Abra uma pequena porção da massa na palma da mão, coloque o recheio e feche, modelando as bolinhas. Passe no leite e no fubá. Frite aos poucos, em óelo quente, até dourar e escorra sobre o papel-toalha. Sirva quente.


Bolinho de Bacalhau


Ingredientes: 400g de bacalhau dessalgado e em pedaços, 5 batatas médias, sal a gosto, 1 cebola bem picada e salsinha picada a gosto, 1 pitada de noz moscada e pimenta-do-reino a gosto, 1/2 copo de vinho branco seco, 4 ovos batidos e azeite ou óleo vegetal para fritar.

Modo de Fazer: coloque os pedaços de bacalhau em uma vasilha com água fria e leve ao forno até ferver. Retire e escorra.Em seguida, corte todos os pedaços em pequenas lascas. Em outra panela, cozinhe as batatas com casca (em água e sal). Em seguida, descasque-as ainda quente e passe-as pelo espremedor, fazendo um purê. Com o purê em uma vasilha, acrecente o bacalhau, a cebola, a salsinha, a noz moscada, o sal e a pimenta. Regue com o vinho, junte os ovos e mexa bem até obter uma massa homogênea. Com o auxílio de 2 colheres (sopa), prepare croquetes ovalados e frite-os em azeite ou óleo vegetal. Escorra em papel-toalha e sirva-os.

Dica: combina com um bom vinho verde branco ou a popular cervejinha bem gelada.


Bolinho de Arroz

Ingredientes: 2 pratos de arroz cozido (use as sobras que estão em susa geladeira), 2 ovos, 5 dentes de alho picadinhos ou amassados, 1/2 cebola picadinha ou ralada, 1/2 xícara (chá) de salsinha e de cebolinha (picar os 2), 1 colher (café) de fermento em pó (opcional - eu não uso) e sal a gosto, além do óelo para fritar. Acrescentei 50g de queijo parmesão ralado. Ah, pode usar o arroz da forma como está e o bolinho fica mais granulado ou passar o arroz no processador, como eu faço.

Modo de Fazer: junte e misture bem todos os ingredientes em uma vasilha (as claras, se preferir, poderá batê-las ligeiramente ou em neve). Por último ponha a farinha (aos poucos) até dar a liga. Aqueça o óelo e frite os bolinhos às colheradas, moldando-os com o auxílio de 2 colheres (uma de sopa e uma de sobremesa) para que fiquem uniformes. Escorra em papel-toalha e sirva-os quentinhos.


Dica 1: tente não pôr muita farinha de trigo, para que fique crocante por fora e macio por dentro. Ah, com as claras em neve, fica mais fofo.

Dica 2: compare a foto abaixo e veja a diferença entre fritar o bolinho direto e passá-lo em ovo batido e farinha de rosca. Essa 2ª opção dá mais trabalho e não compensa. Testei as duas. No entanto, prefiro passar o arroz no processador para ficar um bolinho mais lisinho.





Outros




Bom Apetite!!!!

Beijinhos da Sil!!!:-)

domingo, 3 de junho de 2012

Viajando pelo BRASIL: conheça Caldas Novas e Rio Quente! Veja o que é bom e o que deve ser evitado!

 


Todos já ouviram falar de Caldas Novas/Rio Quente, como maior estância hidrotermal do mundo, claro, mas gosto de postar, na coluna "Viajando na Maionese", turismo sob minha ótica. Em cada lugar que visito, de forma a mostrar  que é legal e deve ser aproveitado, o público-alvo para o local e o melhor a ser visitado, disponho aqui o que é bom e o que não achei. A intenção é ajudá-los a ir aos pontos turísticos e restaurantes que valem a pena e não perderem tempo onde não é legal. Bem, fica tudo aqui como sugestão, partindo da experiência pessoal. De repente, alguém foi em época legal e tiveram outras percepções desses mesmos locais...
Uso da sinceridade, sem querer ofender ninguém; até porque há gostos, vivências de cada um e o fator sorte daquele momento em que visitou o local: há quem adore o que detestei em cada local ou o contrário. É apenas um toque de boas e más experiências para quem quiser ver tudo sob outra realizada e não só de sites de turismo.

É..se uma cidade é grande, como o Rio de Janeiro, serão, ao longo de minha vida, várias postagens, por bairro ou destaques, mas se é pequena, como Caldas Novas, aí posso juntar toda minha percepção (que pode não ser a mesma de todos - cada um tem seu gosto) nesta única postagem.
  
Com água quentinha por todos os lados, o melhor a fazer em Caldas Novas é mergulhar nas piscinas dos hotéis e dos parques aquáticos, seja para relaxar ou para brincar. Não deixe de conhecer o Rio Quente Resort, um complexo de hotéis e atrações como o Parque das Fontes (com bares molhados e piscinas térmicas que funcionam 24 horas) e o Hot Park – mais radical e divertido, com corredeiras e toboágua.

Em relação a clubes mais famosos, no município de Rio Quente, a 31 quilômetros de Caldas Novas, há o melhor deles, o Rio Quente Resort, abastecido por 18 nascentes para suas piscinas, corredeiras, toboáguas e lagoas. Nele há: o Parque das Fontes, com bares molhados, piscinas e espaços para descansar e relaxar que funcionam 24 horas por dia; e o Hot Park, mais radical, com corredeira e toboáguas, mas também com hidromassagem em banheiras de água quente, além da Praia do Cerrado. A "praia" tem areia branca e fina, coqueiros, nove tipos de ondas que podem atingir até 1,20m de altura, restaurante e bar aquático - http://www.hotpark.com/HotPark/

Em relação a hospedagens, dizem que um dos melhores é o Hotel Pousada do Rio Quente Resorts, mas há opções para todos os tipos e gostos e, se procurar direitinho, achará um do jeito que procura, da forma que poderá pagar.

Não deixe de olhar o link http://www.aluguetemporada.com.br/ferias/brasil/caldas-novas/r29440

Segue um link também sobre comparativo entre o Hot Park e o Beach Park, em Fortaleza (CE). Embora sejam parques aquáticos  diferentes, são maravilhosos e o link abaixo pode servir de comparativo, claro, sob a visão de uma pessoa que foi aos 2. No entanto, como a própria moça disse, depende da época que vai, da sorte, do que gosta, do foco daquele passeio, etc. Mesmo assim, segue: http://www.bolsadaellen.com.br/2010/10/hot-park-x-beach-park.html

Em Caldas Novas, fiquei com minha família no Residencial Privê das Thermas II.

Bem, sei que há vários locais legais para se hospedar, mas consegui juntar boa localização, preço, wi-fi no apto (sem custo adicional), limpeza muito boa nas piscinas, comida boa e etc. em um só residencial: o Condomínio Privê das Thermas II. Foi o melhor mini kibe com queijo que comi.

O restaurante do próprio condomínio tem comida gostosa, caseira e acessível....foi ótima! Há regras na utilização do restaurante, o que impede a bagunça. A limpeza desse residencial, com diversos funcionários, piscina esvaziada e limpa ao final da noite, após utilização diária, é perfeito. As pessoas que se hospedam é que não ajudam muito. Vi latinhas jogadas, o não respeito a algumas regras do condomínio....uma pena mesmo, porque estava tudo muito arrumadinho, organizado em todos os detalhes.

Outros Passeios

 




Para que tenha mais opções e respectivas informações,
seguem alguns lins sobre turismo na região


Sobre Alimentação e Hospedagem

Há muitas opções, pra todos os preços e gostos. Indicaram-me uns que são tradição, mas não vi nada que surpreendesse. Alguns até nem gostei, mas não tive como ir a todos eles, portanto, não posso ser tão genérica assim. Claro, há os que valem a pena também e os destacarei aqui.
Bem, um dos melhores locais, para mim, foi o restaurante do próprio hotel e o barzinho dele. As comidinhas e os tira-gostos era deliciosos. No barzinho, destaques para o mini kibe com queijo, o bolinho de arroz e a batatinha frita quentinha e no ponto! No restaurante, os pratos serviam 2 pessoas fatamente. Era saborosa e não era típica do local. Servia para quem estava com saudade da comidinha caseira genérica em todo Brasil. Isso devia existir em todo o país e foi outro ponto favorável da cidade.
 
Outro restaurante onde fomos muito bem atendidos, comida boa, local muito acolhedor, era uma das unidades existentes do Nonna Mia. Nela, no almoço, degustamos o rodízio com sopa de capelete, galeto ao Primo Canto, Espaguete ao Sugo, Espaguete Alho e Óleo, Tortéi, Lasanha, Canelone de Ricota, Nhoque a Bolonhesa, Arroz, Alemirão com Bacon e Polenta Frita. À noite, há rodízio de pizzas, mas nem aguentamos o almoço todo, quanto mais retornarmos a outro rodízio, mas soubemos ser muito bom.
Vale a pena conferir esse restaurante!
 

Veja as fotos do Nonna Mia!


Outro restaurante que me pareceu legal, mas acabou não dando certo ir por lá, foi o antigo Papas, chamado hoje de Dody's. Nele há cozinha contemporânea e regional para gostos variados: salmão ao maracujá, peixe na telha, risoto de Goiás, panelinha goiana, a tradicional gainhada com pequi e guariroba e feijoada aos sábados, entre outros. Aliás, há muitas opções gatronômicas e vale procurar outras dicas de internautas que já foram a Caldas Novas.



Sobre comidinha, segue o link do empadão que comi lá e postei de lá mesmo neste blog, mesmo antes de ter ainda testado a receita que consegui em uma lanchonete tradicional de lá. Depois a testei, deu muito certo e até levei para as meninas do meu trabalho darem parecer. Embora eu prefira a massa de empadão que esfarela na boca, essa é gostosa e totalmente diferente. O pessoal adorou:
 
Se você gosta, aliás, do típico empadão goiano, o ponto simples, mas tradicional e com pessoal atencioso, é a Loja I do Empadão Goiano da Tânia. Eles vendem com recheio de frango, lombo de porco, linguiça, queijo, batata, azeitona, pequi e guariroba. Também há versões com outros recheios:
http://guiagastronomico-go.com.br/lanchonete/empadao-goiano-da-tania/..... ah, importante, entregam, sem taxa, caso não deseje sair de seu local de hospedagem.

A Sorveteria CLAERRO, com seu sorvete asssado e o delicioso petit gateau, é outra pedida da cidade, principalmente para acalmar o calor...aliás, como o pessoal aguenta ficar em piscina de água quente naquele calor de meio-dia? O que não gostei nessa sorveteria, que é bem bonitinha, foi porque o ar condicionado não estava ligado e realmente estava bem quente. Tomara que ajeitem!

Um ponto favorável foi a jarra de água que servem ao cliente como cortesia e sempre acompanharia suas delícias. No petit gateau, com suas 2 bolas de sorvete, cai na besteira de pedir uma das bolas sem ser de creme e não gostei desse sabor, mas o restante estava ótimo. Para a cidade, ela se destaca, mas existem outras assim pelo país. Vale a pena passar lá! Se não tivesse tão quente, teria me sentido melhor e aguardado pelo sorvete assado, mas a falta de circulação de ar e de ar condicionado (tinha - só não estava ligado), fizeram-me sair logo dali.


Indicaram-me uma das lojas de kibes da cidade, talvez a mais tradicional, mas achei o atendimento péssimo (o rapaz que me atendeu, ao levar kibes e esfirras, perguntou-me se eu não poderia esquentá-las no micro-ondas de onde eu estava hospedada), o local muito ruim e a comida mais ou menos. Pela foto fui atraída, ao pesquisar lá mesmo pela internet. Minha maior surpresa foi, ao comer o kibe de carne com recheio de queijo, tomate e orégano, não encontrei a carne.....veja que eles cham esse quitute que escolhi de "KIBE DE MUSSARELA NA MASSA DE CARNE: recheio de mussarela, tomate e orégano" (http://www.kibeskibarlana.com.br/produtos-restaurante-kibarlana).

Mesmo assin, há quem goste: http://www.kibeskibarlana.com.br/
Agora vamos a outros destaques:

NUNCA vá em época de grandes feriados, porque será pior do que o período que fui...é muita , por exemplo, no carnaval (dizem ser intransitável e horroroso). Bom mesmo na calmaria, para relaxar e curtir as águas do local. Fui em época que nem estava tão cheia (foi o que disseram) e fiquei horrorizada do que vi. Como fui de Brasília para caldas Novas de carro mesmo e consegui também um bom local para ficar, não gatei muito, mas para quem paga escursão, tive até pena.....por falar em ir de carro, havia muitas obras no caminho que escolhi para retornar. Mudei, porque achei que o caminho da ida não estava tão legal...foi pior.....mais isso é normal, já que estão melhorando o acesso exatamente por isso.
Feira de artesanato - é simples, mas é point na cidade. Há um parque de diversões típico de interior e fica bem movimentado mesmo. Dou destaque para as pedras e há ótimas lembrancinhas.

Cuidado só com o trânsito, pois há muito desrespeito às regras. Senti-me meio em terra de ninguém....talvez seja por causa de tanta bebida e falta de fiscalização. Muitos motoristas dirigiam ao som das músicas de mesmo padrão que ouvíamos tocar em diveersos locais

Para quem gosta de bebida e dessas músicas, deveria ser o céu: bebida, muuuuuuuuuuuuuita bebida, e praticamente a mesma música (e outros do estilo). Tudo bem que é direito beber, mas beber e dirigir é um baita perigo! Eu não aguentava mais ouvir (e alto), em todo lugar (isso ocorria também nos clubes e condomínios; não só em carros), aquele hit, que dizem ser do João Lucas e Marcelo...ouvir uma vez é engraçado, mas pase o dia com som assim onde vai.....
"Eu quero tchu, eu quero tcha
  Eu quero tchu tcha tcha tchu tchu tcha
  Tchu tcha tcha tchu tchu tcha (2x)"

Com certeza, para voltar lá, mesmo com todas essas águas e parques temáticos, somente em boas épocas!

Em relação ao comércio local, ele depende sempre do movimento (farmácia, por exemplo), para abrir de cedinho até tarde no domingo. Mas se precisar, é bem movimentado o comércio e dá par quebrar sempre seu galho se precisar. Para quem vai em período mais calmo, é a melhor pedida para aproveitar tudo e ainda há comércio disponível, mesmo quqe reduza um pouco.
Para quem morre de frio ao menor ventinho,as águas quentes são ótimas, mas para quem gosta de lugares menos quentes, minha principal dica: vá em época mais fria, porque a piscina de água quente, em sol de 30º...não consegui ficar nelas não. Preferi a piscina de água fria...aliás, a água fria é super gostosa; não é fria. Até porque não é necessário ir para Caldas Novas para conseguir piscina aquecida em condomínios. O que vale mesmo é visitar piscina de água quente da natureza e os clubes, desde que não estejam tão cheios, claro! Muito bom também curtir as piscinas do próprio residencial nos momentos contrários aos daquela muvuca, ou seja, no início da manhã, até umas 11h e no final da tarde até umas 8 da noite. Entre isso, tome uma boa ducha (a do ap. onde fiquei era maravilhosa), almoce e descanse...em outro dia, curta o Hot Park, faça passeios turísticos, tome sorvete, etc....

Ah, achei super estranho...nas piscinas dos residenciais, vi que as pessoas nem molhavam os cabelos e saía aquela fumacinha...é que, mesmo sendo quente artificialmente, parece que, por estar em Caldas Novas, torna-se uma obrigação ficar dentro delas....cozinhando...literalmente...foi o que pareceu.....as pessoas ficavam com parte do corpo dentro delas, bebendo e conversando..

É, piscina aquecida artificialmente, em qualquer lugar se acha.....alguns até diziam ser elas mantidas aquecidas pela água local, mas isso não é verdade....por outro lado, também ouvi de várias outras que tentaram, assim como eu, gostar dessas piscinas quentes (quentes mesmo, levando-se em consideração o próprio clima nesse período) e acabaram achando maravilhosa a piscina normal, pois a água já era boa.....já no Hot Park e em outros locais onde a água é quente pela própria natureza, aí vale a pena experimentar, porque já se vai para um local assim pensando nisso, né? E há locais incríveis, com muita natureza e beleza!

Escolhendo, no entanto, a época certa e planejando tudo, será realmente um passeio maravilhoso, um encantamento.
Para que tenha ideia de preço de pacotes, entre outros existentes (Valetur, etc), segue o da CVC, por ser conhecida e confiável, caso pretenda usar dos serviços de alguma agência:
BOM PASSEIO pra você também!
Beijinhos da Sil!!!:-)



sexta-feira, 1 de junho de 2012

E "Bolinho de Chuva", você gosta? Hum...........



Ingredientes: 2 ovos, 3/4 de xícara (chá) de açúcar, 2 colheres (sopa) de margarina/manteiga, 1/2 colher (chá) de sal, 1 colher (sopa) de fermento em pó, 1 xícara (chá) de leite, 2 xícaras (chá) de farinha de trigo, óleo de canola para fritar e açúcar e canela em pó para polvilhar.

Modo de Fazer: numa tigela, junte os ovos, a manteiga, o açúcar e o sal e misture muito bem, à mão mesmo! Vá acrescentando e mexendo, aos poucos e de forma alternada, o leite e a farinha de trigo. Junte o fermento e misture de novo. Numa panela, coloque bastante óleo e leve ao fogo alto para aquecer. Quando o óleo estiver quente, abaixe o fogo. Com 2 colheres (sobremesa), modele os bolinhos, passando de uma para a outra, modelando as bolinhas na colher mesmo, até que a massa fique com um formato arredondado. Com cuidado, coloque pequenas porções de bolinhos no óleo quente. Deixe fritar até que os bolinhos fiquem dourados. Retire-os e os escorra em uma assadeira com papel toalha. Em um prato fundo, coloque açúcar e canela em pó e misture bem. Depois passe os bolinhos por essa mistura até envolvê-los completamente. Sirva a seguir. Há quem prefira esfriar para passar no açúcar e canela e comer frio.


Outras Receitas de Bolinho de Chuva






Bom Apetite!!!!

Beijinhos da Sil!!!:-)

Tutu de Feijão à Moda da Casa (use feijão vermelho ou preto)

Misturando carioca com mineiro,
o que acontece é essa delícia aí para seu almoço......




Pessoal, como foi meio "de olho", tentarei dar a medida certa dos ingredientes...

Ingredientes: Feijão vermelho pronto (umas 600g já pronto - mas aquele encorpado; não cheio de caldo) - usei o preto, pois também serve, por ser delicioso - 4 cebolas picadinhas, margarina para refogar a cebola (umas 4 colheres de sopa cheias), 6 dentes de alho picadinhos, azeite, 4 ovos cozidos e picados, 1 pacote (500g) de linguiça picadinha (fervida rapidamente e refogada no azeite), 1 copo pequeno de água, 1 cubo ou sachê de caldo de feijão preto, 1 xícara de farinha de mandioca peneirada e sal a gosto.

Modo de Fazer: Bata, no liquidificador, o feijão, a água, o sal e a mandioca peneirada. Ponha azeite e alho na panela antiaderente, refogue-o e acrescente a mistura do liquidificador. Vá misturando com o fogo médio, até que a misutra fique mais grossa e vá soltando das laterais como se fosse uma polenta mais mole. Reserve. À parte, ferva rapidamente as linguicinhas picadas, refogue-as no azeite e, assim que ficarem um pouco mais escurinhas, ponha a cebola para refogar nelas até que fiquem se desmanchando e reserve. Em uma vasilha de vidro que vá ao forno, jogue um fio de azeite, ponha a mistura, depois a metade dos ovos cozidos e picados, a camada de linguicinha e salpique a outra metade dos ovos cozidos picados. Leve ao forno médio para dar uma boa esquentada (desligue o forno e sirva o parto à primeira borbulhada).



Dica 1: a depender da quantidade de caldo do seu feijão, precisará usar mais farinha de mandioca. Nesse caso, é bom pôr 2 dentes de alho ao bater no liquidificador. Quanto mais grossinho seu feijão  - a base do tutu - mais gostoso ficará seu tutu.....é esse o segredo principal.

Dica 2: para ser o mais light possível, não sirva com bacon/torresmo. Sirva com couve em tirinhas, arroz branco e uma farofinha (não a farinha pura - a farofa é muito melhor - use sua imaginação nela). Se quiser incrementar mais use banana à milanesa ou frita na margarina, servida à parte. Há também quem goste com ovo frito (nesse caso, não use o ovo cozido).

Dica 3: pode fazer esse prato em um dia para comer no outro. Antes de levá-lo ao forno, esquente-o no micro-ondas.
Curiosidade: sempre fazia tutu com feijão preto, até que comi esse prato em Ouro Preto (BH) e, ao conversar com o pessoal do restaurante, descobri que o faziam com feijão vermelho (é mais caro)...não é que ficou melhor ainda?




Sirva quentinho!!!!



Usei essa linguicinha....
É só dar uma rápida fervura, picá-la e fritála no azeite (fogo baixo)


Receita de Couve Refogada



 
Outras Receitas de TUTU
(mais calóricas)

"O tutu de feijão, ou simplesmente tutu, é uma iguaria de feijão cozido e refogado, que é novamente refogado com pedaços de bacon frito, cebola e alho, e misturado com farinha de mandioca, se for preto ou farinha de milho, se for mulatinho. O feijão poderá ser passado no liquidificador, antes de ser refogado, e então ficará com a consistência do angu de fubá. É normalmente associado à culinária típica de MG e SP. Mas, também pode ser encontrado nas cidades interioranas do RJ, principalmente quando feito com feijão preto e também no estado PR."



 
Receitas de Feijão Tropeiro
(aproveitando o embalo)

"Desde o período colonial, o transporte das mais diversas mercadorias era feito por tropas a cavalo ou em lombos de burros. Os homens que guiavam esses animais eram chamados de tropeiros. Até a metade do século XX, eles cortaram ainda boa parte do estado de São Paulo, conduzindo gado.
O feijão, misturado a farinha de mandioca, o torresmo, a linguiça, os ovos, o alho, a cebola e os temperos, tornou-se um prato básico do cardápio desses homens, daí a origem do feijão tropeiro.

 




 
A receita abaixo, para mim, é de Feijão Tropeiro,
as o link abaixo diz ser de Tutu



Por fim, que tal um baião-de-dois?????
http://docelarparavoce.blogspot.com.br/2011/05/baiao-de-dois-para-saborear-e-relaxar.html

Beijinhos da Sil!!!:-)

Torta Simples, Saborosa e Sensacional! (use o que tem e surpreenda...)

Essa torta é muito fácil, pois é tudo misturado à mão mesmo!
Teste e comprove!


Comece a testa a receita abaixo, mas depois inove e surpreenda de novo!
Pode ser um simples lanche ou um prato super fino, a depender do recheio!

Vamos começar pelo mais simples. Tenho a certeza que, se você não disser que há repolho, ninguém saberá....depois que testar na forma abaixo, aí pode usar a imaginação e criar inúmeros outras opções!



Fiz 2 testes ao mesmo tempo, alterando um pouco no recheio apenas.
São quase iguais essas 2 acima, mas o recheio é levemente diferente e
 em quantidades menores na assadeira da direita.

A massa da direita, por ter um pouco menos de recheio, acabou um pouco mais fofa.
Depois de misturar tudo (massa e recheio), poderá pôr também em forminhas individuais, se quiser.


Curiosidade: essa torta foi uma variação de outras que já postei. Aproveitei que repolho e cenoura estavam baratíssimos, eu tinha os dois em muita quantidade cortados em tiras fininhas e fui agregando e inovei. Deu certo e foi bem simples. Tudo misturado à mão mesmo.

Ingredientes da Massa: 10 colheres (sopa) bem cheias de farinha de trigo, 4 colheres (sopa) cheias de amido de milho ('maizena' ou outra marca), 1 colher (sopa) de fermento em pó, 3 ovos grandes ou 4 menores, 3/4 xícara (chá) de óleo (usei metade disso de óleo e completei com azeite), 100g de queijo parmesão ralado (se comprar o queijo e ralá-lo ficará  mais gostoso ainda).

Ingredientes do Recheio - Opção 1: em torno de uma mão cheia de repolho cortado em tirinhas bem fininhas e o mesmo para a cenoura, 8 azeitonas picadas, 2 cebolas picadinhas, 4 dentes de alho picadinhos, 1 colher (sopa) de orégano, 1 colher (sopa) de manjericão (se for natural, melhor ainda), 200g de queijo muçarela em cubos, 200g de chester em cubos e sal a gosto.

Ingredientes do Recheio - Opção 2: em torno de meia mão cheia de repolho cortado em tirinhas bem fininhas e o mesmo para a cenoura, 200g de queijo muçarela e 200g de queijo prato (ambos em cubinhos), 200g de linguiça de frango defumada (lavada e picadinha - depois uma fervura rápida e escorra bem antes de misturá-la ao recheio), 10 azeitonas picadas, 1 cebola ralada, 6 dentes de alho picadinhos, cheiro-verde picadinho e sal a gosto.

Modo de Fazer a Massa: comece misturando os ingredientes secos em uma vasilha grande. Acrescente os ovos e misture tudo bem. Ponha o óleo/azeite e misture até formar uma massa só.

Modo de Fazer o Recheio: misture um-a-um até ficar uma mistura colorida e homogênea de visual.

Modo de Fazer a Torta: unte a forma retangular (de preferência de teflon/terfal), passe farinha de rosca (se não tiver, pode usar farinha de trigo mesmo) e ponha a mistura total, ou seja, à parte, você junta a massa já misturada ao recheio já misturado. Por cima dessa mistura que está na forma, polvilhe orégano e queijo ralado e enfeite como desejar ou com o que tiver em casa naquele momento. 




Dica 1: você pode ver o mesmo volume final desse recheio acima, que misturamos à massa e, com esse cálculo de volume aproximado, é só alterar para outro que tiver em casa. Pode fazer aos 3 ou 4 queijos (só comprar os queijo e pedir para ralá-los ou picá-los....aí não terá nenhum trabalho mesmo para fazer essa torta) ou de abóbora refogada com carne seca ou use bacalhau que sobrou (refogue-o com azeite e cebola e pique azeitonas) ou frango desfiado, refogado com cebola, alho, milho e cheiro-verde, temperado ao seu gosto (refogue-o) ou de queijo com presunto (picados) ou de salsicha (refogada em molho como se fosse cachorro-quente)...só dependerá de você aliar o que tem ao gosto de quem comerá esse quitute. Se for só com queijos e ervas, poderá enfeitá-la com tomate seco e rúcula, que tal?

Dica 2: gosto de usar a linguiça de frango copacol (defumada). Poderá, após lavá-la, pôr direto no forno para assá-la ou fazer como eu que, antes de usá-la, dou um rápida fervura para retirar qualquer oleosidade que possa vir nela. Ela é realmente uma delícia. Dá para fazer pratos incríveis com ela também. Pode acompanhar uma partida de seu jogo preferido, com a bebida que desejar, pode ser ingrediente de diversos pratos, pode ser o prato principal dessa forma (ou com batatas, cebolas , queijo e azeitonas)....crie!
 
Veja Outras Tortas Salgadas Deliciosas da Doce Lar Para Você!








BOM APETITE!!!

Beijinhos da Sil!!!:-)